PREMIADA NO FESTIVAL DE GRAMADO, ANDRÉIA HORTA BRILHA EM “ELIS”

CONSIDERADA POR MUITOS A MAIOR CANTORA BRASILEIRA DE TODOS OS TEMPOS, ELIS REGINA (1945-1982) GANHA UMA CINEBIOGRAFIA E INTÉRPRETE À ALTURA – ANDRÉIA HORTA, PREMIADA COM O KIKITO DE MELHOR ATRIZ NO ÚLTIMO FESTIVAL DE GRAMADO.

Já disponível em DVD e Blu-ray na 2001

Escrito por Luiz Bolognesi, Vera Egito e pelo diretor Hugo Prata, “Elis” condensa a trajetória singular da artista que passou como um furacão pela música brasileira nos anos 1960 e 70, participando ativamente de alguns dos mais importantes momentos da cultura popular do período.

Com primorosa reconstituição de época, o filme faz um recorte da carreira e da vida pessoal da cantora gaúcha, desde sua chegada com o pai ao Rio de Janeiro, em 1º de abril de 1964, quando eclodiu o Golpe Militar. Aos 19 anos, ainda desconhecida, ela conheceu Luiz Carlos Miéle e o sedutor Ronaldo Bôscoli, que se tornaria seu primeiro marido. Outras passagens importantes foram a parceria amorosa e artística com o pianista César Camargo Mariano – que rendeu espetáculos históricos como “Falso Brilhante” -, a maternidade, sua relação conturbada com os militares, e seu trágico final.

Rodada no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Paris entre agosto e setembro de 2015, a cinebiografia marca a estreia de Prata na direção de longa-metragem. Além de Horta (da minissérie “Liberdade, Liberdade”), radiante no papel-título, o elenco conta com Lucio Mauro Filho (na pele de Miéle), Caco Ciocler (no papel de César Camargo Mariano), Gustavo Machado (Ronaldo Bôscoli), Julio Andrade (o dzi croquette Lennie Dale) e Zécarlos Machado (como Romeu, pai de Elis).

“Intensa, ela foi tragada pela própria labareda”, assim Horta descreve a icônica “Pimentinha” que, passados 35 anos desde sua morte, ainda deixa saudades.

Andréia Horta no filme e Elis Regina na capa do disco “Em Pleno Verão”, de 1970

EXTRAS: Making Of.

* Vencedor de três Kikitos no 44º Festival de Gramado: melhor filme pelo júri popular, atriz (Andréia Horta) e montagem.

* Prêmio da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes) de melhor atriz (Andréia Horta)

MAIS CINEBIOGRAFIAS MUSICAIS NA 2001:

A Fera do Rock
Get On Up – A História de James Brown
Jimi: Tudo a Meu Favor
Johnny e June
Lady Sings The Blues – A História de Billie Holiday
Somos tão Jovens
The Beach Boys – Uma História de Sucesso
Tim Maia

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *