A ARTE DE ABEL FERRARA E FEDERICO FELLINI

MAIS DOIS VOLUMES DA SÉRIE DA VERSÁTIL DEDICADA A GRANDES DIRETORES: UM COM O CINEMA MARGINAL DO NOVA-IORQUINO ABEL FERRARA, E O OUTRO COM TRÊS FILMES DO MESTRE ITALIANO MAIS DOCUMENTÁRIO SOBRE “SATYRICON”.

A ARTE DE ABEL FERRARA

DVD duplo reunindo 4 filmes do cineasta em versões restauradas: “Os Chefões”, “O Rei de Nova York”, “Sedução e Vingança” e “Inimigos pelo Destino”.

Nascido no Bronx, Ferrara começou a dirigir curtas underground no início dos anos 1970, realizando em seguida thrillers trash violentos como “O Assassino da Furadeira” (1978) e “Sedução e Vingança” (1981).

Chamado de cineasta “maldito”, em razão de seu notório vício em drogas, de suas produções fora dos padrões e de seus personagens decadentes, o cineasta mudou de status com “O Rei de Nova York” (1990) e “Vício Frenético” (1992), indicados a prêmios em festivais.

À margem da indústria hollywoodiana, Ferrara tem dirigido nos últimos anos coproduções com a Europa, como “Bem-Vindo a Nova York” e “Pasolini”. Em 2012, foi homenageado com uma retrospectiva no Centro Cultural Banco do Brasil.

DISCO 1:

O REI DE NOVA YORK (“King of New York”, 1990, 103 min.)
Com Christopher Walken, David Caruso, Laurence Fishburne.

Nessa releitura sangrenta da história de Robin Hood, ex-chefão sai da prisão determinado a recuperar o controle do tráfico para distribuir os lucros entre os mais pobres. Esse cult é um dos pontos altos da carreira de Ferrara.

SEDUÇÃO E VINGANÇA (Ms .45, 1981, 81 min.)
Com Zoë Lund, Bogey, Albert Sinkys.

Após ser violentada duas vezes no mesmo dia, uma costureira muda e tímida enlouquece e passa a matar homens nas ruas de Nova York com sua pistola calibre .45. Um filme de vingança perturbador e extremamente atual.

DISCO 2:

OS CHEFÕES (The Funeral, 1996, 95 min.)
Com Christopher Walken, Chris Penn, Annabella Sciorra.

Nova York, 1930. Uma poderosa família mafiosa se vê no meio do fogo cruzado entre sindicalistas e brutais chefes corporativos. Aclamada no Festival de Veneza, onde ganhou o prêmio de ator coadjuvante (para Chris Penn), esse é um dos melhores trabalhos de Ferrara.

INIMIGOS PELO DESTINO (China Girl, 1987, 91 min.)
Com James Russo, Richard Panebianco, Sari Chang.

Atualização da história de Romeu e Julieta nas ruas de Nova York. Um rapaz italiano e uma moça chinesa se tornam amantes, causando um trágico conflito entre gangues locais. Um dos filmes mais subestimados do diretor.

EXTRAS:
* Depoimentos de Abel Ferrara (61 min.)
* Trailers (5 min.)

A ARTE DE FEDERICO FELLINI

Iniciado no cinema por Roberto Rossellini, com quem co-roteirizou “Roma, Cidade Aberta” e “Paisà”, Fellini (1920-1993) é considerado um dos maiores nomes do cinema italiano, com seu estilo único e onírico, que pode ser observado nos três filmes (restaurados) que compõem a coleção. Além deles, o box com 2 discos apresenta “Ciao, Federico!”, documentário sobre os bastidores de “Satyricon”.

DISCO 1:

SATYRICON DE FELLINI (Fellini Satyricon, 1969, 128 min.)
Com Martin Potter, Hiram Keller, Max Born.

Na Roma de Nero, o jovem Encolpio lamenta a perda de seu amante, Gitone, para o melhor amigo, Ascilto. Onírico, extravagante, psicodélico, erótico e brutal, “Satyricon” é um retrato fascinante da decadência do Império Indicado ao Oscar de melhor direção em 1971.

CIAO, FEDERICO! (Idem, 1970, 60 min.)
De Gideon Bachmann. Com Federico Fellini, Capucine, Giulietta Masina.

Fascinante documentário sobre os bastidores das filmagens de “Satyricon”, registrando o anárquico processo de criação felliniana e a relação do diretor com seu elenco, além da criativa utilização dos cenários.

DISCO 2:

ROMA DE FELLINI (“Roma”, 1972, 120 min.)
Com Brita Barnes, Anna Magnani e Peter Gonzales Falcon.

Um filme-memória-tributo sobre a capital italiana que intercala relatos ficcionais da juventude de Fellini e de sua chegada à cidade com cenas da época das filmagens, e a busca do diretor por uma Roma mítica.

A VOZ DA LUA (“La Voce della Luna”, 1990, 118 min.)
Com Roberto Benigni, Paolo Villaggio e Nadia Ottaviani.

O lunático Salvini observa o mundo de maneira diferente, procurando sempre achar o seu lado poético, como se a lua o guiasse. Estrelado pelo comediante Roberto Benigni (“A Vida É Bela”), esse foi o último filme do mestre.

EXTRAS:
* “Fellini e Petrônio” (24 min.)
* Cenas excluídas de “Roma” (17 min.)
* Trailers (8 min.)

MAIS FELLINI NA 2001:

Entrevista (1987)
Cidade das Mulheres (1980)
Ensaio de Orquestra (1978)
Casanova de Fellini (1976)
Amarcord (1973)
Os Palhaços (1970)
Histórias Extraordinárias (1968) episódio “Toby Dammit”
Julieta dos Espíritos (1965)
Fellini 8 E 1/2 (1963) DVD e Blu-ray
Boccaccio 70 (1962) episódio “As Tentações do Dr. Antonio”
Noites de Cabiria (1957)
A Trapaça (1955)
Amores na Cidade (1953) episódio “Agência Matrimonial”
Abismo de um Sonho (1952)
Mulheres e Luzes (1951)

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *